Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Qual é o teu nome?


"Conheces o nome que te deram, não conheces o nome que tens"
José Saramago


Em alguns workshops costumo fazer uma brincadeira. Peço às pessoas que se apresentem contando a história do seu nome. "Eu chamo-me S. e tenho este nome porque..."



É engraçado que a maior parte não faz ideia porque é que foi aquele nome o escolhido pelos pais. Outros sabem que não foram os pais a escolhê-lo, mas uma tia ou uma avó. Outros sabem que era o nome da tia ou da madrinha ou até da bebé que morreu...mas não mais do que isto. Alguns dizem que não gostam de como se chamam mas aprenderam a gostar e agora já estão habituados e até meio que apaixonados e não trocariam de nome por nada deste mundo. Uns choram. Outros contam histórias bonitas, de significados, de afectos e até de amor. 


Costuma ser uma brincadeira séria, de onde todos saem com alguma curiosidade. De saber mais, de procurar o que ficou por saber, de juntar as pontas soltas que ficaram a ondular ao vento...



Afinal, qual é o teu nome? Porque te chamas assim?

24 comentários:

Joanissima disse...

Eu chamo-me Joana porque a minha irmã queria que eu me chamasse Joaninha que era um nome de pessoa fofinha. O meu pai, homem sábio, disse que eu chamar-me-ia Joana e que, se ela quisesse, me pdoeria chamar só de Joaninha.

Adoro o meu nome, não o trocaria por nenhum outro. : )

Maria disse...

Eu era para ser Madalena mas a minha mãe achou que ainda não me tinha arrependido de nada (entenda-se que a sugestão era da avó paterna...), por isso herdei Constança, o nome do consenso, com Maria à mistura, pois que de outra maneira não podia ser!

Tânia (Mamã do Santiago) disse...

Já te disse o que o meu pai gostava e o que a minha mãe gostava e não chegaram a acordo e saiu isto!

Se me tivessem posto o nome das minha avós (só de uma, pq apesar de gostar de ambos (Estela e Isabel) os dois juntos dava merda...

Eu desculpo, desculpo porque eles estavam convencidos que eu era um Tiago.

Mary disse...

Eu chamo-me assim porque a minha mãe gostava muito e era o nome da minha avó, que ao meu nome (verdadeiro, que tu sabes que não é Mary) juntava Isabel. E eu sempre adorei o meu nome, e sempre disse que teria uma filha com os dois nomes da minha avó. O pai das crianças não gosta de pais e filhos com o mesmo nome, e por isso a nossa próxima filha, se houver, será apenas Isabel.
E tu, Sofia?

Duchess disse...

Ahahahahahahah
Mazona, não dizes o teu e dizes o meu!!:):)


O meu foi escolhido pelo meu tio, irmão do meu pai, único tio, já que a minha mãe é filha única. Era o irmão mais novo, um rapazito ainda, e eles quiseram dar-lhe o privilégio da escolha.

Só não sabiam o que pôr a seguir. Sabiam que não queriam Ana Sofia. E não queriam Sofia só.
Então fiquei Sofia Isabel mas durante muitos e muitos anos detestei o Isabel. Agora gosto bastante.

disse...

A principal preocupação dos meus pais é que fosse um nome que não existisse na família! E depois como a minha mãe gosta muito das Rosinhas de Santa Teresinha, ficou. A seguir lá veio o Maria que todas as mulheres da família tinham! Vá-se lá entender!

Big curves disse...

O meu pai queria que eu me chamasse catarina, por ser uma revolucionária. A minha mãe convenceu-o a chamar-me de Mariana, por ser a Deusa da Liberdade!

TERRA DE CORES disse...

Chamo-me Filipa porque os meus pais gostavam desse nome e acima de tudo, a escolha teve uma lógica: ser do meio do abecedário. Não seria das primeiras a ser chamada ao quadro e não ficaria nas últimas filas em que se faz sempre mais barulho e não se consegue ter atenção nas aulas. E também por esta razão o meu único irmão se chama Gonçalo. Sempre achei muita piada a esta lógica e concordo totalmente com ela! Será também por isso (e porque adoro o nome) que o meu filho se chama Francisco :) :)
É mais uma história!

Full-time Mom disse...

O meu nome saiu directamente de uma telenovela brasileira, confesso. Quando nasci andava a dar uma novela em que a protagonista tinha o meu nome e zás! O que vale é que é bonito e eu adoro, sempre adorei! :) O segundo nome esteve para ser Sofia. Beijinhos

Duchess disse...

Filipa: assim sim, já te posso chamar assim!!
Olha, eu conheço bem essa lógica e costumava brincar a dizer que tinha de tudo um pouco: tenho o Afonso que não é o nº 1 mas é o nº 2 da turma; tenho um Manuel que fica a meio da lista e tenho um Vicente que será sempre dos últimos.

Sabes...uma vez safei-me tão bem por ser Sofia e ficar no fim da lista.
Estava eu na faculdade e íamos fazer um exame dificílimo. Havia muitíssimos anos, muitos até de outros anos para fazer o tal exame. E eu fiquei para o fim. Já não havia professores para vigiar e foram chamar um rapaz da secretaria que era o máximo e que deu uma grande ajuda a quem ficou naquela sala. Fui salva pelo nome:):)

Kiki disse...

Eu fui Pedro até ao dia em que nasci! :) Só que afinal não tinha pirilau! :P É o nome do meu pai.
O meu pai queria Catarina porque gostava muito, mas a minha mãe não quis por causa da Catarina Eufémia! E por isso fiquei Carolina. Apenas porque gostavam muito do nome e, lá está, porque na altura não havia nenhumas! :))
Adoro o meu nome e não queria outro! Sempre gostei! :)

Duchess disse...

:):)

Parece aqui por casa. Eu gostava de Carlota...era um dos Cs possíveis e o marido sempre a dizer "Ai, Carlota Joaquina!"
:)

Alexandra Leal disse...

O meu irmão (Miguel Alexandre) fez 10 anos no dia em que eu nasci. Os meus pais deram-lhe a hipótese de escolher o meu nome, desde que ligasse com Catarina, que a minha mãe queria por termos tido alta do hospital no dia de Santa Catarina (logo eu que detesto esta coisa dos nomes das santas). Ele escolheu então Alexandra, porque gostava, e porque deve ter achado piada a termos o "mesmo" nome.
Não amo de paixão o meu nome, longe disso. Mas gosto bem mais dele hoje do que gostava em criança (quando me passou aquela fase de desejar ser Beatriz) e não me via (de todo!) com outro (:
Quanto à combinação Alexandra Catarina (que é beeeem mais comum do que eu julgava), não gosto de ser chamada pelos 2 nomes, mas gosto de os ter aos dois. E gosto muito deles, porque são os meus! (:

Duchess disse...

Acho que ainda não vos agradeci e queria realmente agradecer a vossa fantástica participação. Tem sido tão giro saber um pouco mais sobre vocês!

flower power disse...

eu sou flor primeiro porque os meus pais quiseram homenagear a minha avó paterna que morreu quando o meu pai tinha sete meses. depois juntaram-lhe o Luisa porque é o nome da minha madrinha... são para mim dois nomes fortes que não deviam estar juntos, mas enfim... também já me habituei a conviver com eles! se bem que gostava mais de ser Ana seguida de qualquer um dos dois :)

Duchess disse...

Não te sabia Luísa. Que giro!

Palmier Encoberto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Duchess disse...

Ahahahaha
a-d-o-r-o.

Nome excelente para psiquiatras e afins (meu caso).
O que nós adoramos meter a mitologia na compressão da psique humana. Então a estória da Penélope, Pan e Odisseu não podia ser melhor.

Por outro lado temos a Cruz que me faz lembrar sempre da Vicky Cristina e do Volver.

Aprovadíssimo.
Nome espanhuéli como o da minha filha.

raquel disse...

:)
Eu sou Raquel porque era um desejo da minha mãe desde criança.
A minha mãe, em criança, tinha uma vizinha (a Dona Raquel) professora e muito meiguinha. A minha mãe adorava-a, e ao seu nome. Desde aí disse sempre que se tivesse uma menina seria Raquel.
De segundo nome sou Sofia :) (que adoro) mas que nunca ninguém me chama (a não ser a minha mamã quando estava zangada).
O Sofia, porque tanto o papá como a mamã adoravam e acharam que ficava bem com o Raquel.
Beijinhos*

Palmier Encoberto disse...

:)))

Mary disse...

Oooops, não tinha percebido que não tinhas dito o teu nome!
Como penitência aqui fica o meu: Mariana.
Pela 1ª vez na blogoesfera, esta grande revelação lol
Não o volto a repetir.

Q engraçado seres tb Isabel.
A maior parte da malta da minha idade tem 2 nomes, e eu mtas vezes fui a única a ter apenas 1 nome próprio. E gosto.
E os meus filhos têm apenas 1 nome cada um.
Faz aí um post para contarmos a história dos nomes dos nossos filhos!

Duchess disse...

:):) Ok.

Tella disse...

Não faço ideia!

Rés-do-chão disse...

Sei que já vai tarde mas apeteceu-me comentar este post, se calhar por ter um nome invulgar.. Chamo-me Ana Mário, quem me deu o nome foi a minha avó materna, escolheu Ana porque a minha mãe também se chama Ana, e Mário porque o meu pai também se chama Mário.. Assim ninguém ficou chateado :) beijinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...