Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 8 de setembro de 2012

O que há em mim é sobretudo cansaço

A semana maravilha está a chegar ao fim. Uma semana cheia de altos, com dois baixos daqueles praticamente no fim que partem a loiça toda.

Foram dias super divertidos em que deu para tudo. Estes dias foram mesmo o balão de oxigénio, o reservatório que eu precisava para aguentar a estopada que aí vem. Não fossem as notícias de ontem que me acabaram abruptamente com o sossego e a boa disposição e eu ainda andava por aqui aos saltinhos, como que levitando. Realmente, a felicidade é mesmo momentânea, como diz o outro. E o estado de alegria causado pela pausa zen foi-se num ápice com isto dos 18%. Obrigadinha, sim? É mesmo muito, muito mau. E neste país em que se diz mal de tudo mas que não sa faz nada, oh-tão-brandos-e-compreensivos-que-somos, em que nao se dá a cara e se enfrenta o touro pelos cornos (muito associada às questões da tourada, ups, mas foi a melhor metáfora que consegui encontrar), o que é que me apetece? Sair, rumar com os meus a sítios mais quentes e não olhar para trás. Chegou ao limite e continuamos a resignarmo-nos ou a meter a cabecinha na areia. Não é que eu seja uma anarca, a favor de rebeliões e isso, mas este cansaço não nos pode fazer ficar de braços cruzados e desistir de lutar contra a maré. E digo-vos, o que há em mim agora é sobretudo cansaço. Ainda bem que ontem fui apenas arranjar o cabelo e desisti das massagens orientais.



E depois fui alertada pela minha amiga S. para o post da Cocó e para tudo o que aconteceu enquanto eu estive offline. Não sei o que diga. Também já tive a minha dose de insanidade aqui pela blogosfera. Mas sinceramente acho que a insanidade não anda pelo mundo virtual. Ponto final. A loucura existe e cada vez mais somos um país à beira de um ataque de nervos. Como dizem os psicólogos, ninguém aguenta muito tempo sem explodir. Uns tentam aguentar-se quase a vida toda e um belo dia agarram na caçadeira e matam uns quantos, ou então só a mulher e os filhos. Outros, mais higiénicos, vão ver as vistas e acabam por cair de penhascos ou de pontes ou de cenas parecidas.  Outros ainda guardam mais para dentro e depois sai tudo em forma de asma, psoríase, diabetes, eczemas, etc, etc. Os psicossomáticos da vida. E depois há aqueles que vêm destravar para os blogs e dizer mal e destilar veneno de todas as formas e feitios. Mas realmente, pensando muito bem, estes ainda são os mais fofos e preocupados consigo e com os outros  "não te vou dar um tiro, vou apenas dizer que era preferível que o teu filho tivesse morrido. Assim eu descarrego, obrigadinha pela possibilidade by the way, e não agarro em caçadeira nenhuma, não vou para casa bater na mulher, nos filhos ou no cão, nem sequer me engalfinho com a vizinha, não fico cheio de uma espécie de acne que até causa prurido e é cá uma irritação. Afinal sou mesmo boa pessoa. E obrigadinha mais uma vez pela possibilidade. E já agora, adoro o seu blog".


Não sei se ria se chore. Estou fartinha de gente ressabiada. Se for gente doida, eu cá dou o desconto. Com gente desequilibrada eu aguento e té lhes dou o cartão do meu consultório. Mas gente má, mesquinha e vingativa e quesilenta e implicativa é todo um universo a explorar. Tenho de tirar um novo curso, com direito a mestrado e doutoramento (um mês será suficiente para receber o canudo?).

Não achem que estou a rebentar. Isto ainda não é nada. Só que me fizeram trocar as voltinhas todas. Eu que vinha contar as novidades girísismas da semana, vinha dizer que o meu primeiro artigo como calaboradora do Portal da Criança já saiu, vinha dar os parabéns à Miss Glittering pelo dia especial de hoje... agora não posso falar de nada disso. E caraças, havia necessidade de estragar o momento da bola a tantos portugueses? Humpffff.
Se não emigrar entretanto venho cá contar tudinho quando esta espinha deixar de me estar atravessada. E agora vou até ali tentar resgatar a última gota de cansaço bom antes de rumar a outras paragens. Fui.

9 comentários:

Mariah disse...

Aqui fica a minha solidariedade de uma leitora mais ou menos assídua, mas sempre silenciosa. Gostei deste post.

Byme disse...

Eu para variar ando a leste!!!! :-)))

Duchess disse...

A mim valem-me as amigas que me vão pondo a par.
Tem tudo a ver com mostrar ou não os filhos na net, comentários maldoso e críticas constantes. Não foi comigo mas não consegui deixar de reflectir sobre isto. Lá está, ninguém se preocupa com o mal do país? Entao se sim porque dar tanta importancia a quem mostra mais ou menos os filhos? Não nos estamos a preocupar com as coisas erradas?

Byme disse...

Ah isso...pois, as x tambem penso muito nisso mas lá está é pelo o que os outros me fazem pensar que no meu ver não vejo mal algum!!
Comentarios maldosos há por toda a parte...ou ignoramos ou enfrentamo-los de frente!! Dá me para os 2 lados depende de como acordo!!

Filipa Paisana disse...

(outra seguidora silenciosa)

Just perfect! :)

Cake Fashion disse...


Sou mais uma das silenciosas, mas este post merece levantar-me e abrir o "zip" da boquinha e comandar os dedos para vir referir que essa gente não compensa a tua espinha atravessada.
Volta D., cheia de animação, como estamos habituados :)

Duchess disse...

Que engraçado ter descoberto algumas leitoras silenciosas com este post!

Beijinhos a todas:)

Daniela disse...

Aqui está mais outra:) Temos que dar valor ao que é realmente importante (saúde e vida familiar saudável) e tentar seguir com a canoa!:) Ânimo! Beijinhos

Joana Bandeira disse...

Nada mais a acrescentar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...