Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 19 de março de 2012

Pergunta da semana - semana 9

What's your fondest memory of your dad?

9 comentários:

sofia disse...

muitas...

Magui disse...

Talvez seja triste dizer isto, mas não muitas...

Duchess disse...

Querida Magui. Não coloquei esta pergunta no Fb mas coloquei um texto do Eduardo Sá, outro que não o dali de cima, que fala nisto, no pai ausente. Duas amigas exprimiram-se e emocionaram-me.
Obrigada também a ti.
É lindo quando termos boas recordações. É bonito ter a coragem de olhar de frente e dizer que não se tem.

Maria disse...

Tantas!!
O importante é que, pensar nele, traz-me um sorriso e aquece-me o coração :)
bjs

Alexa ML disse...

O meu pai viajava muito em trabalho quando eu era miúda, de maneira que posso também dizer que não tenho muiiiitas recordações dele dequando eu era criança, mas não tomo isso como mau (no meu caso claro!). No entanto lembro-me de quando ele regressava a casa e eu andava de volta dele horas e horas "Quando é que vais desfazer a mala??" porque sabia que vinham sempre presentes para a mini-madame (:
Também me levava muitas vezes com ele para o local de trabalho (que não vou dizer onde era, mas não era propriamente o sítio mais indicado para andarem crianças a brincar!) e me deixava correr e explorar os cantinhos todos.
Caso para dizer: poucas mas boas!

(Notinha: Não era indicado para crianças não por ser perigoso, mas porque os senhores engravatados não achavam assim muita piada, mas também não se zangavam =P)

Princesa disse...

Não sei! Em concreto não sei. Não porque tenha tido um pai ausente, muito pelo contrário, mas porque simplesmente não consigo escolher uma!

Mamã Petra disse...

Hoje está dificil, aqui o teu cantinho. Mas vou contar-te a memoria que tenho a que me atormenta muitas noites da minha vida. Uma manhã de primavera, eu com 8 anos e o meu irmão com 2, o meu irmão na cama de grades, donde conseguia ver a rua através da janela, e o meu pai a meter as coisas dele numa mala, e a sair de casa o meu irmão a chorar compulsivamente e eu a prometer-lhe que cuidava dele, e cuidei até ao dia do casamento dele, mesmo quando casei o levei comigo. O meu pai morreu nesse dia, enterrei-o e nem o regresso dele me permitiu desenterrar.

disse...

De pequena talvez por ter uma péssima memória não me lembro de muitas coisas. Mas já crescida o facto de ele ter aprendido a mexer no messenger para falar comigo enquanto estava de Erasmus. E ter estado mais nervoso que eu no dia do meu casamento!

Maria João Clavel disse...

Esta pergunta fez-me chorar... porque as minhas memórias não são muito boas. Mas depois de ler o comentário da Mamã Petra....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...