Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Dilemas de gente grande







Estou num dilema enorme. O M. vai para os avós maternos e a minha mãe quer que eu mande a C. também. Mas é a primeira vez e a primeira vez para mim custa-me horrores. Depois habituo-me e gosto. Porque eles adoram. Tanto, tanto, tanto. Porque eu adoro que eles adorem estar com os meus pais e as minhas irmãs e cunhados na minha cidade natal. Mas fico que nem posso, principalmente porque não são só dois dias. 

 Não sei o que faça.

Eu acho que lhe fazia bem. Ela está a precisar de mudar de ares e a ver se dá um salto no desenvolvimento motor que anda muito fraquito. Acho que fazia bem ao V. que precisa de chegar a casa e ela não estar sempre cá a ocupar-lhe o espaço, o espaço que era dele. O espaço, os abraços, o colo, as brincadeiras… Ele não anda a reagir muito bem a isso.
 Era bom porque o A. tem duas provas nacionais esta semana que vem e precisa de mais disponibilidade para ele.

Mas a malvada da culpa que não nos larga, que não nos dá tréguas. A culpa e o medo de que sintam muito à nossa falta. Ou será o medo de que não sintam? E o medo e a culpa e a culpa e o medo.

Não sei o que faça.


28 comentários:

Só sedas disse...

Acho que culpa aqui não se aplica, não estás a fazer nada de mal... medo, acredito. De que sintam a vossa falta, de que não a sintam, de que vocês a sintam mais do que eles a vossa... Mas tu mesma enumeraste só razões pelas quais seria bom mandar a C. Assim crua e objectivamente... a decisão parece-me óbvio. Oferece ao V um tempo só dele :)

Mary disse...

Ui, como te compreendo!
O medo e a culpa, a culpa e o medo não deixam a galinha que há em mim em paz. Ela disfarça bem, mas ainda assim...
Mas pelo menos eu tenho a família perto, pelo que normalmente vão só por 1 noite. E 1 noite é na boa, a partir da 2ª é que a galinha começa a enlouquecer, a querer os pintos debaixo da asa. Enfim...
É uma louca, esta galinha.

Maria João disse...

Como te compreendo. Vivo longe de toda a familia, noutro país, quando vamos a Portugal a vontade de estar uns dias só com o marido assalta-me, mas depois também vem a malvada da culpa, das indecisões e se isto e aquilo. A verdade é que, se beneficia todos os teus filhos e os pais são os únicos "prejudicados" a nível de cosnciência, então sim, sê forte!!

Kiki disse...

Ai filha... Hoje ainda vou escrever um post sobre isso...
Aqui de longe, dizia-te para deixares! Mas sei o quanto custa!!!
Se o Vicentinho está a precisar de ter a mãe só para ele então. Deixa! Vai saber-vos bem a todos! :)

Beijinho grande e força! ;)

Duchess disse...

Eu lido bem com o pouco tempo, porque se calhar estou habituada ao muito.

objectivamente as razões porque a devo deixar ir são muitas e boas. mas essencialmente tenho medo que ainda seja muito nova para estar tanto tempo sem mim.
Culpa de quê? Nem eu sei bem. acho que culpa de estar apenas a ponderar essa hipótese, sabendo que há aqui muitas mães que nunca deixariam ir:)

Babybola disse...

oh;) eu não posso falar pq só tenho uma filha e tenho a miha mãe sempre ao lado (acabo por sentir muita culpa por trabalhar tanto e, no dia-a-dia não estar tanto com ela como ela merecia) mas acho que a baby C. ia amar, os teus pais iam ficar delirantes e tu ias aproveitar e mimar um pco os outros dois.... Mas.... compreendo esse sentimento!!! seriam quantos dias?? ;)

Ana Lemos disse...

Querida Duchess, vais pensar que sou uma desnaturada, tu talvez não que já me conhece um bocadinho, mas quem ler talvez...lol
è do melhor que há...desde que elas nasceram 2x na semana ficam com a minha mãe e é tão bommmmmmm...eu sei que vao ser mais dia...vais morrer de saudades, mas depois resultado final= fantastico e queres repetir...
Força...aproveita os dias para mimares ainda mais os grandes:)
beijinhos

flower power disse...

para os teus pintos estarem bem, a mãe galinha também tem de estar!
e o que interessa que outras mães não deixem ir, são melhores por isso?! não me parece minha querida! e mais a mais, já fizeste uma lista de todos os benefícios que iam ter com a decisão de deixarem voar um bocadinho a princesa :) beijo

Duchess disse...

Ana, eu também sou assim. Claro que mesmo que fosse por uma noite, a primeira vez custa-me sempre. A sério:)

mas aqui a questão é principalmente por ser mais tempo.

como é longe, quando ficam, ficam sempre duas semanas. E isso acho que não consigo. Tenho que ver se consigo arranjar forma de a ir buscar no próximo fim-de-semana.

Eu sou apologista disto, a sério que sou. Todos os meus clientes sabem disso! O ganho para todos é enorme, embora muitos pais criem muita resistência à ideia.

a questão para mim é essencialmente a idade dela relativamente ao tempo que lá vai ficar.

por exemplo, nas férias, os meus filhos ficam praticamente o tempo todo. eles amam. para eles férias é sinónimo de ir para o Alentejo e depois para o Algarve, ok. Se os fizesse ficar aqui seria puro egoísmo meu.

Mas eles estão noutro nível:):)

TERRA DE CORES disse...

Como eu te compreendo tão bem!

Eu concordo que deves ter um tempo especial com o V. e tempo para dares atenção tb ao A. :)

Mas eu sou tãããõoo galinha, por isso te consigo ajudar mto.
Mas eu só tenho 1... q nunca dormiu sem ser connosco, em nossa casa ou fora, mas sp com os pais.
Há quem diga q sou demasiado galinha, q exagero... mas eu n tenho (ainda) q dividir atenções e isso altera tudo!

Vê-se bem q eles adoram ir ter c os avós! Mudar de ares, ver coisas diferentes e estar com pessoa com quem não estão regularmente tb é muito bom.

Esta fase do corte do "cordão" é mto difícil, mas acho q fazes bem em deixa-los ir!

Mãe coragem... Força!

Bjinhos gr

Full-time Mom disse...

Acho que não te deves sentir culpada, afinal não estás a despejá-los em casa dos avós sem motivo nenhum como vejo muita gente fazer. É como disse a Maria João, é para benefício de todos os teus filhos, é para o bem! :) Desta vez ficam uns com mais atenções, para a próxima ficam outros, não é? Beijinhos

Duchess disse...

mas F., memso no teu caso e com a idade que ele já tem acho que fazia bem a todos. Mesmo.

Os pais com só um filho não têm de dividir atenções por dois, três ou mais filhos...mas têm de dividir atenção com o outro elemento do par conjugal. nem calculas como te aconselho, prescrevo inclusivamente, uma noite ou um fim-de-semana só a dois!

Sandra disse...

O medo ... o medo .... porque nos leva sempre a pensar assim!!!!!

Por muito que custe acho que vai fazer muito bem a todos, a ela porque vai ter mimos dos avós e das tias, e ao meu bebe Vi que vai ficar com mais mimos só para ele ... (isto pensando assim nos mais pequeninos)

Beijo grande sem medos!!!!!

Duchess disse...

Sim, sim! A ideia era exactamente essa. até porque, por mais que eles gostassem, a minha mãe não os pode ter lá os 4 ao mesmo tempo.

Bom, ela também dizia isso o ano passado em relação aos 3 e esteve lá com os três uns dias:):)
A minha mãe é o máximo.

Mas estão a ver porque é que gostava de escrever um livro sobre o que é ser mãe de muitos??

sophia disse...

Que tal arranjarem um meio termo? Por exemplo, e já que é a primeira vez, ficarem (ou a C. ficar)apenas uma semana em vez de duas?
Relativamente aos sentimentos, é como refere: Culpa de quê? de querer que se divirtam e estejam com familiares que os amam e cuidam?
Quanto ao medo, só a mãe para saber/ou avaliar se a filha estará pronta para esse passo. Se sim, então siga... Se não, sem problema, novas oportunidades virão.
Seja qual for, de certo tomará a melhor decisão ;)

Duchess disse...

Sim Sophia, acho que pode ser por aí:):)

Lilian disse...

Deixa e aproveita rapariga!! E dá graças a Deus por teres quem se ofereça para isso.

Sofia e Beatriz disse...

Esse é um grande problema que tenho. A beatriz ainda só ficou a dormir na minha mãe, umas 5 vezes, e na casa da minha cunhada e foi porque eu tinha sido internada de urgencia.
Nao consigo explicar por palavras o que sinto, quando nao estou com a Beatriz, em especial à noite. Pode parecer uma parvoice, mas nao descanso, o coraçao está a 1000 e estou sempre com medo que lhe aconteça algo. Isto piorou, drasticamente, quando perdia o meu pai ha um ano e meio, numa questao de segundo e quando nada o previa. Parece que caí no mundo real, em que tudo pode acontecer.
É estranho, eu sei. E vou ter que ultrapassar isto, custe o que custar, para o bem dela ( e meu é claro )
Bjos... E sorry, neste assunto, nao consigo opinar como deve ser :/
Bjos!!!

Su J disse...

Olá descobri o seu blog à pouco tempo e estou a gostar mto de o ler. Acho que como psicologa e mae de 4 e pela forma como escreve sobre o trivial da vida devia mesmo apostar em escrever um livro sobre ser mãe de muitos. Eu só tenho 2 porque a coragem ainda não deu para mais mas gostava muiiito. Acho que ainda penso demais é nos pros e contras :)

Anónimo disse...

Como eu a compreendo!!No ano passado, o meu Lourenço (4 anos) foi 2 semanas com os avós de férias e eu fiquei doida, embora tivesse ficado com o baby mais novo!A culpa de o deixar ir, o medo que ele penssasse que ia para eu poder ficar com o mano (que na altura tinha 4 meses).No fim de contas divertiu-se imenso e eu aproveitei para mimar o mais novo até à exaustão! Não se culpe, neste momento dava o dedo mindinho para ficar 2 dias a sós com a minha cara-metade!!

Marta

Mãe das Marias disse...

Eu sei que falar é fácil... mas deixa-a ir! Neste momento é melhor para todos, algum dia terá de ser o primeiro e esse vai custar sempre...

Força!

beijos*

Magui disse...

Não adianta dizer o que acho, até porque sou um péssimo exemplo, só tenho 1 e em quase 10 meses ainda nunca ficou com ninguém nem para irmos jantar, é certo que temos pouco apoio e não posso exigir tudo a quem nos ajuda!
Adianta dizer que deves fazer o que o teu coração mandar... Mas eles, mesmo pequenos sentem menos a nossa falta do que nós a deles, por muito que nos custe aceitar isto!
Um beijinho enorme

Duchess disse...

Marta: se soubesse o quanto gosto do nome Lourenço!! E V. teve para ser Lourenço. Ganhou Vicente. mas se a C. tivesse vindo com pilinha teria definitivamente sido Lourenço:)

Su: obrigada!! Juro que são comentários como os seus que me dão uma vontade enorme de continuar e de escrever o tal livro:):)

beijos a todas!

Duchess disse...

Ela vai. !!!
Acreditem que me ajudaram a decidir. Muito obrigada:)

Anónimo disse...

Olá! :) Descobri este blog há pouco tempo e estou a achar muita piada, pq tb tenho 3 rapazes. Mas devo ficar por aqui. :) Em relação a este tema, os avós dos meus filhos não são avós de os receber para um fim-de-semana ou férias, infelizmente, mas eu acho que enquanto não fosse por vontade deles não os conseguia mandar mais do que uma ou duas noites... Percebo a sua inquietação, ela ainda é muito pequenina e é com a mãe que deve estar, 2 semanas é muito tempo... Mas mudar de ares faz muito bem e arranjando um meio termo em que as 2 se sintam bem, porque não?
Sandra

Duchess disse...

Olá Sandra:)

No blog antigo, onde tinha links de lado, tinha uma secção que se chamava : mães como eu (de 3 rapazes!)

:):) E depois veio a C., inesperadamente:):)

Conheço imensas mães de 3 rapazes, que giro!

Sim, em princípio o meio termo é ficar mesmo só uma semana. Mas é muito engraçado porque até o V., como 2 anos, já manifesta uma vontade imensa de ir para os avós. Como moramos longe uns dos outros, não dá para estadias curtas. os avós de perto são mais complicaditos:)

Beijinhos e obrigada!

Anónimo disse...

Eu e os meus irmãos passávamos mt tempo com os meus avós e adoravamos. Com os meus filhotes por um lado ia custar-me pq chegamos a casa tarde e estamos pouco tempo juntos, mas por outro lado às vezes precisava tanto de um fim-de-semana.... E ando mesmo numa fase dessas, ainda hoje pensava p mim q nunca mais vou conseguir fazer a depilação! lol
Os meus têm 10 e 4 anos e o piolhito 17 meses.
Sandra

Mamã Petra disse...

Como hoje publiquei e já por várias vezes as minhas melhores recordações de infância são com a minha avó materna dai eu deixar sempre eles irem, infelizmente a minha mãe não era muito dessas coisas mas o Artur tem boas recordações dela, a Margarida menos e o Gabriel nenhumas a não ser que está doente e não sabe o nome dele. A minha sogra é que fica com eles e eles adoram e ela também, e faz tão bem, e sim sinto sempre eu muito mais a falta deles do que o contrário.

Beijinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...