Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 20 de maio de 2012

As palavras que nunca te direi


E foi um dia muito bonito. O Afonso estava lindo, muito sóbrio e simples, e portou-se mesmo muito bem. Só é pena o Vicente ter estado com imensa febre e não ter ido à igreja (ficou com o avô materno).
Quero muito mostrar fotos, quero muito mostrar outras coisas, quero muito dizer para aproveitarem a promoção da Maria Nuvem/4d, quero muito dizer que vêm aí mais ideias giras de parcerias, quero dizer-vos para não se esquecerem de me visitar no facebook...mas agora não tenho tempo.

Para já quero dizer-vos para espreitarem a reflexão que fiz, a convite da Ana do blog Cacomae, sobre a forma como nós tratamos os filhos, os nomes que lhes chamamos, mais especificamente, a utilização da palavra "gordinho, minha gorda"...

A Ana convidou-me e eu, mesmo com imenso trabalho, não fui capaz de recusar, porque tenho pela Ana uma enorme estima e porque gosto imenso do seu blog.

Vejam então e reflectiam comigo, aqui, ali, ou acolá!




9 comentários:

Ana Lemos disse...

Querida Duchess, muito muito obrigada, porque sei que este fim de semana, e não só, todos os outros são para a família e não uma familia de 2 ou 3 uma familia de 4 + 2 porque a mãe e o pai também fazem parte do tempo, que é pouco, para dividir atenções.!!!
Muito muito obrigada. Adorei

Duchess disse...

:):)
De nada! Obrigada eu pelo convite:)

beijinhos

Marta disse...

Gostei muito... na verdade estou a lidar com um "problema" cá em casa: o meu filho mais velho é gordinho. Tem muita tendência para engordar, que se agrava com um enorme gosto por comer. Por outro lado, o meu outro filho, do meio, é magrinho e pode comer tudo, que não engorda. Estranhamente é ele quem faz as escolhas mais saudáveis em termos de alimentação, ao contrário do irmão que adora comer as chamadas "porcarias".

Há uns seis meses resolvemos ir com o B, mais velho, a uma nutricionista. A ideia era ele ouvir de uma profissional que as "dietas" servem para aprender a comer melhor e a fazer escolhas saudáveis no que concerne a alimentação... Passámos a controlar melhor as quantidades e reduzimos em grande parte as refeições mais calóricas.

De qq maneira é muito difícil não fazermos comparações, Acabamos sempre por dizer que ele não pode comer isto nem aquilo porque vai engordar.

Assustei-me particularmente com a história do "espelho". Coincidência ou não, ainda ontem o B veio contar, à laia de segredo, que quando se via ao espelho achava que não era ele...

A nossa preocupação é criar-lhe bons hábitos alimentares para que ele saiba o que é mais saudável mas corremos o risco de estarmos a baixar a sua auto-estima... É muito difícil de gerir...

TERRA DE CORES disse...

Já li a tua opinião no blog Cacomae... e mais uma vez gostei muito :)

Como já te disse noutro dia, também acho q pequenas palavras (para nós) se toram grandes e importantes para eles... na minha (nossa) luta das fraldas :)

Tb fico serenamente à espera do livro que um dia virá aí :)

E tb aguardo pelas notícias do fim-de-semana :)

As melhoras do V.

Bjinhos

sandra disse...

Vou espreitar :)
bjinhos

Duchess disse...

marta, sem dramatizar mas vai estando atenta e alerta. tens que o reforçar muito mas por medo ou pena não o podes deixar comer muito. tens que encontrar outras formas de elevar a auto-estima dele. E não devemos dizer que é mau ser gordo mas que comer mal faz mal à saúde. aqui em casa é precisamente ao contrário. descobri há uns meses que o meu filho mais velho sempre que podia deitava o pequeno-almoço pela sanita e deitava o lanche da escola também fora.

Beijinhos e vamos falando se precisares.

F.: ainda bem que gostaste:)
S: Vai espreitar sim:)

Daniela disse...

adorei ;) comentei lá onde escreveste!

Full-time Mom disse...

Estava lindo o Afonso sim senhora que já vi a foto no facebook! E tembém gostei do que escreveste para a cacomae. Beijos

Marta disse...

Obrigada... É mesmo um assunto que tem que ser trabalhado! Bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...