Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 27 de outubro de 2013

Filhos do coração - um testemunho sobre adopção, amor e redenção

Mais um testemunho que tenho o maior dos orgulhos em apresentar.





Esta podia ser uma carta querida aos meus filhos do coração...



Foi com muito sofrimento que soubemos que não podíamos ter filhos e foi com imensa surpresa que a notícia chegou. Tinha 26 anos e uma família enorme, com crianças a nascer por todos os lados. Foi difícil, muito, muito difícil. Graças a Deus que tive a inspiração para não entrar no massacre de tratamentos e seguir um novo caminho - o da adopção. 

Apesar de difícil, sempre tive também a esperança de que seria bom...



Viajei. Viajámos. Estive muito tempo sozinha, onde também tive a oportunidade de rezar e de me reconciliar com esta história, que afinal era a minha. Sofri. Bolas, sofri que nem um cão. E chorei, o que eu chorei.

Lembro-me das primeiras visitas das psicólogas da Santa Casa da Misericórdia…Lembro-me de ligar, vezes sem conta e não ter resposta... 

E também me lembro do dia em que me ligaram a dizer que tinha chegado...uma criança de 1 ano e que era a nossa vez... Foi numa 4ª feira... saí para o corredor do escritório... e chorei... de alegria e de medo.... 

Só dois dias depois é que consegui saber mais alguma coisa. Nem imaginam o que foi viver aqueles dois dias, sem conseguir comer, nem dormir, nem quase respirar.

Nesse dia apresentaram-nos um dossier, com alguma informação…sem fotografias. É estranho, mas compreensível. O que conta ou deve contar é a intenção. Dissemos que sim e a seguir mostraram-nos uma foto do Francisquinho. Que ternura, que amor, que mimo.



A partir daí o processo foi super rápido. Os 9 meses de barriga fizeram-se em tão poucos dias. Conhecemos pessoalmente o Francisco na 2ª feira seguinte e na 4ª veio definitivamente cá para casa. 

Que maravilha. O que posso dizer é que não trocaria esta experiência por nada neste mundo. Foi única, maravilhosa, tão especial.

O Francisco mostra-me o coração dele todos os dias... e continua a fazê-lo, 9 anos depois. 



Parece-me que todos achamos que com a chegada de um filho biológico vem também um certo certificado de garantia, por causa dos nossos genes… E temos muito medo do desconhecido... 



Também eu passei por isso, também eu. Mas cada vez sinto menos isso. Sei que a mudança em mim se deveu muitíssimo à experiência, ao ver para crer, ao comprovar na pele, em cada toque, esta nova verdade. Sei também que o facto de o meu marido, enquanto pediatra, trazer mais histórias como a nossa para contar, me ajudou a abrir a mente e o coração. Foi óptimo, libertar-me dessas crenças, dessas ideias pré-concebidas, desse jugo. Foi e é espectacular sermos pais e podermos experimentar amar, sem limites. 



Posso dizer que quem nos adoptou foram eles, os nossos filhos. Receberam-nos como ninguém... 





Sim, os nossos filhos. Adoptámos o Luís passado dois anos e meio e estamos a espera do 3º filho do coração… Esperamos há 5 anos por esta terceira bênção na nossa vida e, com a fé de Deus, ela vai chegar.


.

2 comentários:

estrelita monteiro disse...

Adorei o testemunho, um caso bem sucedido, felizmente! Filho, é filho, sempre uma fonte de amor inesgotável!
Nós sempre desejámos adotar, embora tenhamos conhecimento de casos mal sucedidos. Contudo a vida tem-nos trocado as voltas, e como ficámos desempregados, neste momento isto não seria possível.
Acredito que voltemos a ter a vida que tinhamos e um dia podemos dar um mano de coração aos nossos filhotes.
Parabéns pelo testemunho, e que a vossa família continue a crescer dessa forma tão bonita :)

Joana Mendonca disse...

fala-se pouco de adoção em Portugal. Também tenho uma filha do coração. A genetica não é garante de nada, mas o amor move montanhas. Na semana em que recebemos a noticia, passei a semana a chorar, parecia que estava a sofrer das mesmas alterações hormonais que tive depois de ter a minha filha mais velha. É bom ler e saber de histórias boas de adoção. Felicidades!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...