Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

E vocês?





As outras mulheres ficaram mais stressadas depois de serem Mães, eu fiquei mais calma, muito mais calma. 


Li num blog esta frase. Peço desculpa mas neste momento não me consigo recordar em qual. Pode ser que a autora se acuse para eu lhe poder agradecer a partilha. 
E deixou-me completamente a pensar. 
E eu?  Curiosamente sempre pensei que a maternidade me trouxesse essa calma e no fundo, até traz. Mas se é um mar sereno é muitas vezes mais um mar bravio e agitado e ondulante.
A maternidade traz a calma, o sorriso fácil, a responsabilidade, a paciência-em-evolução-permanente.A capacidade de nos maravilharmos com pequenos grandes nadas. Isso também será uma forma de calma, sem dúvida. Mas também traz a ansiedade e os nervos e o medo. A desesperança de não conseguir controlar os acontecimentos da vida, de não conseguir controlar os valores de bem e de mal de toda a humanidade. Também me trouxe uma força de leão que me agita por dentro e me impele a defendê-los quando os sinto em perigo. Qualquer perigo grave. Porque dos pequenos, deixo-os ir à sua vida e aprenderem por si próprios. Dentro do razoável, claro.


E vocês?

18 comentários:

Rita disse...

Não sei se fiquei mais calma, mas mais stressada não fiquei de certeza! Passei a encarar a vida duma perspectiva completamente diferente (mto melhor por sinal) e a sentir-me de facto útil, importante, amada, insubstituível...
Mas obviamente que às vezes me sinto com os nervos à flor da pele, com a paciência a esvair-se e com uma vontade louca de me emancipar lol. Se formos a pensar é como outro trabalho qualquer sendo que a grande vantagem é que num trabalho às vezes esta sensação não passa enquanto que com os nossos filhos passados 5 minutos a coisa volta ao normal.
Bjs

Duchess disse...

Fantástica reflexão. Daquelas que nos apetece dizer "eu também queria ter dito isso!".
Obrigada.

Maria disse...

Não é fácil, O primeiro pensamento foi logo esse de que fiquei menos stressada mas, pensando bem, não é assim, simplesmente "tudo" mudou, a maneira de olhar para as coisas é diferente. Sim, o stress diminuiu em muitos aspectos mas apareceram alguns novos factores de ansiedade. Uma coisa é certa, e aí sim mudei muito, foi na forma como passei a ser filha, ganhei toda uma compreensão nova relativamente à minha mãe, nesse aspecto sinto que cresci :)

Maggie disse...

Olá olá, foi no meu blog que leste essa reflexão, mas atenção que ela veio no seguimento de 7 anos em desesperadas tentativas para engravidar, se tivesse engravidado na altura que quis certamente não teria escrito aquilo. E seria uma mãe stressadissima.

Bjo
Maggie

Constança disse...

Podiam ser minhas essas palavras, é verdade, que quando nos "estressamos" a coisa fica preta, mas mesmo assim, hoje sou uma mulher muito mais calma e em paz comigo própria=)

RAINHA MÃE disse...

TAMBÉM NÃO SEI SE FIQUEI MAIS CALMA, mas mais feliz sem dúvida! Aliás comecei a exisitir no dia que fui mãe. Nada fazia sentido antes. Neste aspecto acho que encontrei alguma serenidade, fora isso... E agora já perecebi que és ESTADO PURO...

Duchess disse...

Maggie: sim, de facto as circunstâncias fazem-nos ser quem somos. Se tivesses engravidado antes talvez não fosses tão calma. Se eu tivesse apenas um seria definitivamente mais calma:) As circunstâncias definem-nos, com toda a certeza.
Não somos sempre as mesmas, aconteça o que acontecer.

Gostei dos testemunhos. Gostei particularmente da parte do "mais em paz", e da parte de passar a ter uma perspectiva diferente das coisas. Não tem que ser forçosamente melhor, mas sem dúvida diferente.
Esta procura "pela paz interior" no meu caso é uma busca constante. Acho que estou mais em paz em alguns aspectos e menos em paz em outros. É como em tudo, é como em tudo:)


(e muito obrigada por te acusares!)

Sonia disse...

olá vim ter ao seu cantinho através da rainha mãe-eu tornei-me mais calma-ao 3º filho que coincidiu coma entrada nos 30-vivo-os de forma diferente...cresci mas é um processo ...
beijinhos

Vanilla disse...

Eu já de si sou muitooo stressada. Neste momento como estou em casa de licença, acho que estou mais calma, porque enfim não há o stress dos horarios e etc. Mas sempre que estou fora de casa, mulher, eu ando a mil!!!! É o stress do biberão, aquecer biberão, as birras da Bia, não haver condições para dar de mamar em lado algum. Tudo me irrita! Por isso vou-me abster e daqui a uns meses falamos :p

Duchess disse...

Sonia, olá! Seja muito bem-vinda. 3 rapazes? Estamos quase em sintonia:)

v: Nem imaginas o que eu já me ri ao ler-te. Entendo-te muito bem. Nesses imbróglios também sou do pior. Nem com muito yoga me acalmo. O primeiro filho é a dificuldade sempre presente de saber gerir tudo - porque é o primeiro e desconhecemos muitas coisas, que depois são vistas no futuro como básicas. Mas ao 4º é sentir que nos falta um bocadinho braços para agarrá-los a todos e para coordenar tanta coisa. Entendo esse stress muito bem:)

Mas também ainda ando com as hormonas aos saltos. Falamos daqui a uns tempos. No sítio do costume:)

Sandra disse...

Ai amiga, eu tenho dias ...

Mas que aprendi muito, isso sim é uma grande verdade.

Adoro todo este processo.

Sandra Gonçalves

Kiki disse...

Respondi-te lá no blog! :)

dofundodabarriga disse...

Querida Duchess,
Em todas as esferas da minha vida, existentes antes da maternidade, fiquei muito mais serena. Sofro menos, revolto-me menos, já reformulo. Porém, a maternidade trouxe-me esta nova e indescritivel esfera mas igualmente fundamentalista, na qual encontro o melhor e o pior de tudo. E, aqui sim, ganhei medos, ansiedades e nervos. Muitos!
Acho que a minha perspeciva vai muito de encontro à tua.

Beijinhos!

Duchess disse...

kiki: e eu respondi-te lá:)

I: beijinhos

Melancia disse...

Mais medo, mais insegurança, mais preocupações, mais trabalho, menos horas de sono, mais mil coisas em que pensar, menos "espaço de manobra", mais fraldas e apetrechos, mais dificuldade na hora de sair de casa... e mesmo assim não poderia ser melhor! A felicidade que me trouxe encheu-me com uma calma diferente, uma calma em constante reboliço!

Tânia (Mamã do Santiago) disse...

Trouxe-me extremos de tudo!

Amo mais mas tb odeio mais.
Desculpo muito mais mas tb não desculpo com tanta facilidade...

Tudo o que tenha a ver com o meu filho é demais ou de menos.
Se lhe fazem mal viro bicho, se o tratam bem levam o melhor de mim....

No geral sei que sou uma pessoa muito mais racional desde que fui mãe, e muito mais contetada, se ele sorrir, der um miminho para mim está optimo.

Com os filhos somos faceis de agradar :)

Duchess disse...

Ora bem. Eu sinto-me uma "Maria vai com todas" porque me identifico com nuances de cada um dos comentários. Sim, também sou de extremos. Interessante.

Rachel disse...

Sem dúvida muito mais calma! Eu era uma verdadeira stressada :-)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...