Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 21 de março de 2012

Dia mundial da poesia - 21 de Março

Os nomes das coisas são os nomes das coisas. E ponto.
E são os nomes das coisas que nos impedem de avançar. De ver a árvore. De ver a coisa e não a coisa nomeada. Enfim.

Tantos desencantamentos. Talvez por isto mesmo. Ou talvez não. Será?
Medo do que fica para além do quotidiano. O imensurável.

Posto isto noto-me cada vez mais a não saber conjugar os verbos certos. Ficar ou ir. Viver ou aceitar.

Há riscos que já não sei correr.
Posso.
Quero.
Consigo.
Permito-me.
Aceito.

Dá-me chuva. Assim como assim ela escorre-me por dentro. Cola-se-me aos cabelos e à alma. E não há meio de querer partir.

Sopro-te lugares comuns. Não te sei dizer mais do que isso. Não aqui. Não agora.

5 comentários:

Kiki disse...

:) Linda!

Mamã Petra disse...

Gosto sempre tanto de te ler....

TERRA DE CORES disse...

Já sabes a minha opinião sobre a tua escrita... hoje vou dormir novamente cansada... mas agora, mais serena... com a leitura do fim da noite!
Bjs :)

patrícia disse...

Muito, muito bonito :)

Duchess disse...

:)
Muito obrigada.
Claro que adorei os vossos comentários!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...