Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 20 de outubro de 2012

Coisas de ser piegas IX

O vídeo foi feito pela Amanda e a mãe decidiu mostrá-lo para que outras crianças não tivessem de passar pelo mesmo.
Mas passam e vão continuar a passar.

Esta semana uma aluna veio ter comigo a chorar porque a irmã mais nova sofre de bullying há 2 anos e só em Julho contou aos pais. E mudaram-na de escola, para outra cidade e as agressoras deram-se ao trabalho de ir ter com ela à nova escola, na nova cidade.

Sofrer sozinha é do camandro.

Amanda não aguentou e suicidou-se.
Preciso de alguém foi o grito surdo que lançou, a ajuda desesperada que pediu.Mas ninguém veio.E sozinha morreu.
Para onde caminha a nossa sociedade?

Estou tão cansada de haters. Não estamos todos?



 

6 comentários:

Graça disse...

com um nó imenso na garganta... :(

bebexik disse...

Ja tinha visto o video e fiquei horrorizada....
Que sociedade é esta em que os nossos filhos estão a crescer....
Simplesmente arrepiante o video o desespero desta miuda e ao mesmo tempo a lucidez de fazer um apelo para este "novo" tipo de violencia acabe .....

bjns
raquel

Vchapéus disse...

Caminha no escuro, sem valores... é assustador!

Angel♥Luzinha disse...

Para onde caminhamos? pior que a crise económica é esta crise social e de valores. Fico a ferver por dentro com este tipo de situações... que mundo este... perdeu-se tudo e isso é o que mais me assusta.

Diário emigrante by D.S disse...

Nem tenho palavras para situacoes como estas...

Y. disse...

Só há uma resposta. Falar, falar muito com os nossos filhos, explicar o que é antes de o descobrirem sozinhos, antes de saberem o que é ter medo é dizer-lhes que esse dia pode vir para quando vier eles saberem que não estão sozinhos e que já sabiam que aquele tipo de opressão existia. Dar-lhes ferramentas para se sentirem fortes porque destas situações não se foge, supera-se, os anos encarregar-se-ão de relativizar a "coisa" mas não passa e marca e carrega-nos até à vida adulta. Eu sei, eu já fui uma vitima de bulling durou anos e saí sozinha dessa situação, prefería poder ter contado com alguém. Correu bem mas podia ter corrido mal. Sempre existiu mas tem piorado com os anos porque as "ferramentas" de assédio mudaram e estão mais acessíveis, protegem quem agride. Enfim eu tenho uma filha e espero chegar sempre um passo à frente das más noticias que a vida lhe possa dar. Mas se não conseguir espero ter os olhos bem abertos para as perceber por cima de tudo e de todos ou jamais me perdoarei.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...