Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 3 de maio de 2014

4D&Friends - 1 ano, um orgulho




Sinto-me muito, muito feliz. Primeiro não estava à espera de ser entrevistada, mas fui. Depois, não estava já à espera que a entrevista saísse, mas saiu.
Também não estava à espera que tudo isto resultasse tão bem...mas resultou.

Muitas vezes perguntam-me se posso dar o  meu calendário de eventos para 2014. Não tenho. Será que devia ter? Cada vez que faço um, questiono-me muitas vezes se não será o último. Continuo muitas vezes a sentir-me qual D. Quixote a lutar contra gigantes - podem ser apenas moinhos, mas a mim parecem gigantes, lá isso parecem.

Tenho de agradecer a todos os que acreditaram, mesmo quando eu parecia não acreditar - tentava não parecer, tentava mostrar-me forte e super à vontade, mas nem sempre me sentia assim. Tenho de agradecer a todos os que continuam a acreditar, que me pedem para entrar na feirinha, que ficam contentes com o resultado final, que me pedem que continue, que não pare.

De onde vinha este tão grande medo? Vinha sobretudo de estar a aventurar-me numa área que não era a minha; vinha de estar a trabalhar afincadamente nisto, quando continuava com todos os meus outros trabalhos e afazeres; vinha, talvez mais do que tudo, de estar a fazer o que ainda não tinha sido feito - primeiro em Coimbra e depois em Évora. Desbravar caminho não é pêra doce...mas é tão doce o sabor que fica quando todo o investimento dá frutos.

Cada vez penso mais que não tenho tempo para isto, que o tempo que consome é demasiado, que estou a tirar este tempo, ao tempo que devia estar com os meus filhos - o tempo pergunta ao tempo quanto tempo o tempo tem...

É tão diferente ter um ou dois filhos ou ter 4, tão diferente. É tão diferente quando esta passa a ser a nossa actividade principal ou quando continuamos a ter múltiplas actividades principais, a co-existirem, simultaneamente, e nem sempre de forma pacífica.

Se me inspirei em algum evento do género foi num show-room de várias marcas, o único evento do género que visitei até hoje. Simples, cabia tudo numa única sala de hotel, mas que me deixou maravilhada e a sentir que queria fazer aquilo, que podia fazer aquilo, talvez numa escala um bocadinho maior.  Só não gostei nada do facto de ser num hotel, com espaço muito limitado para as crianças. E jurei a mim própria que iria resistir, o tempo que pudesse, a fazer em hóteis, mesmo tendo que fazer mais longe do centro. Por isso a opção por Quintas lindas, maravilhosas e com imenso espaço.
Já pensei ir a outros mercados,  especialmente ao Mercadito da Carlota e ao Lisbon e Oporto Kids Market, inegavelmente eventos muito bem conseguidos e muito bem pensados... mas nunca aconteceu. Há uma parte que acha que pode ser estranho, embora a outra parte nem sequer perceba porquê.


Neste momento há tantos mercados, tantos, tantos, que já há outros em Coimbra, vejam só. Há tantos, tantos que começam a ser demais. Mas também isso faz parte do que é ser português, não é assim? Há marcas a copiarem e outras a queixarem-de de ser copiadas, há blogs que são cópias de outros, há mercados que só surgiram quando perceberam que outros estavam a conseguir ter sucesso e também queriam ter o seu quinhão.

Gosto de pessoas que dão a cara, que assumem que a vida não é perfeita, que também não são perfeitas... Lembro-me, nos últimos tempos, de ter gostado imenso de ouvir a Marisa Liz, no The Voice Portugal, dizer que também já tinha levado muitas negas no início da carreira. E muitas vezes algumas pessoas, algumas marcas desabafam comigo que não têm, por parte de algumas pessoas, resposta aos seus pedidos, às suas mensagens, às suas perguntas. Eu também já tive negas, eu também já fiquei sem resposta aos meus pedidos, às minhas mensagens, às minhas perguntas. E na era dos contactos via computador e internet parece que fica tudo mais facilitado nesse campo. Não se responde e pronto.


Mas vão haver outros?
Eu gostava. Por mim e pelas marcas. E também por quem me segue. Gostava de lhes proporcionar esse sentimento de continuidade. Gostava de poder continuar a mostrar-vos marcas novas, a dizer-vos que há muitas marcas por este Portugal fora que podem ser top.

Mas não sei. Para já não sei. 
No início da semana a Sandra perguntava-me porque é que eu não deixava o resto e passava a fazer só isto...e eu ri-me.
Bom, pode ter sido de nervoso miudinho.
Acabei de tomar posse enquanto coordenadora científica de estágios em psicologia.
E acabei de ser convidada para fazer mais um evento, num sítio onde ainda não fiz. E acabei de ser desafiada a voltar a Évora.
Só pode ser nervoso miudinho.
What else?


A sério, logo se vê. Logo se vê como este corre, logo se vê se a motivação e a garra continuam, se o cansaço vence ou não vence o entusiasmo.


Amanhã, dia 4 de Maio, fará 1 ano de 4D&Friends. E fará sensivelmente 2 anos e meio que esta vontade nasceu em mim e que muitas ideias começaram a ser esboçadas dentro da minha cabeça. É giro começar a sentir-me uma organizadora de eventos, uma mini-mini empresária. E se tiver de acabar, foi uma experiência única, lá isso foi. Mais uma para contar aos meus netos.
Há um ano, por esta altura, estava a sentir imensas borboletas na barriga. Mas como costumo dizer, devemos acarinhar as borboletas, principalmente as que borboleteiam cá dentro.


Beijos e abraços, a 4D.





1º 4D&Friends - 4 de Maio 2013, Coimbra













2º 4D&Friends - 7 de Dezembro 2013, Coimbra


















3º 4D&Friends - 12 de Abril 2014, Évora
















Saibam mais sobre os eventos 4D&Friends, aqui
Sigam-nos no facebook, aqui
Sigam e partilhem a página do 4ª 4D&Friends, aqui






SIGAM-ME // FOLLOW ME ON

1 comentário:

MARTA COSTA disse...

Tão bom!!!
Tão verdade!!!
Muitos parabéns e queremos mais!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...