Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

What's the point?

Dizem que a competição pode ser saudável e eu acredito. Não me importo de me comparar, faz parte de quem somos, do que nos ensinam desde miúdos. Nós próprios comparamos os nossos filhos uns com os outros, mesmo que depois nos saiamos com um "cada filho é único" (e é, mas está bem está)..
Mas esta frase penso que vai tocar no lado menos saudável da coisa. Se isso me estrangular, me sufocar, não me permitir ser feliz, então...what's the point??

Talvez a questão seja: será mesmo saudável a comparação e alguma competição? Qual o limite? Até onde devemos ir?

Comparamo-nos e copiamos alguns comportamentos. Os psicólogos sempre chamaram a isso modelagem. É uma das formas mais efectivas de aprender. 

Nós aqui no mundo dos blogs chamamos-lhe inspirações.

10 comentários:

macaca grava-por-cima disse...

Lá está! O segredo está sempre no equilíbrio! bjs

TERRA DE CORES disse...

Gostei do post... :)

Este blog inspira-me! Mas nem quero fazer comparações com nada...

Bjos gr

Byme disse...

Há as comparações e as comparações!! Faço-me entender? Há as boazinhas e as mázinhas!!! As ultimas dispensa-se!!! E sempre detestei as comparações dos filhos!!!!! De inicio tive muitas!!! Há uns tempos escrevi sobre isso...resumindo, não gosto mas que elas existem, existem!

Mary QA disse...

São estes os posts de que eu gosto mais :)

Susana Tavares disse...

Sem dúvida! Adorei a frase e a verdade é que precisamos mesmo ser lembrados que outra competição, que não seja com nós próprios, não tem sentido e não é saudável, pelo menos é essa a minha experiência pessoal. Mas, como pessoa competitiva que sou, frases como esta ajudam a colocar as coisas em perspectiva. Acho que vou emoldurar ;). Beijinhos, Susana

Susana Tavares disse...

Sem dúvida! Adorei a frase e a verdade é que precisamos mesmo ser lembrados que outra competição, que não seja com nós próprios, não tem sentido e não é saudável, pelo menos é essa a minha experiência pessoal. Mas, como pessoa competitiva que sou, frases como esta ajudam a colocar as coisas em perspectiva. Acho que vou emoldurar ;). Beijinhos, Susana

Só sedas disse...

Eu acho horrivel, a mim faz-me mal ao coração mas talvez eu não tenha sido feita para competir e sim para colaborar. É isso.

at.home.ideas disse...

Concordo*

http://at-home-ideas.blogspot.pt

Maffa disse...

Acho que as piores comparacöes que nos afastam mais da felicidade näo säo as comparacöes com os amigos ou a familia, mas as comparacöes com a vida perfeita que passa nalguns filmes, novelas, ou os corpos perfeitos nos vídeos de musica. Esse bombardeamento de vida perfeita e muito melhor que a nossa é que nos faz sentir seres medíocres :)

4D disse...

Eu diria também no mundo blogosférico.
Eu peço sempre às pessoas para relativizarem os filmes e as músicas porque são uma caricatura de uma vida que não existe.

Só que não há vidas perfeitas e no melhor pano cai a nódoa (bolas que hoje estou cheia de clichés). e já agora, ainda mais um: só quem sabe o que se passa no convento é quem mora lá dentro. Não é assim, pois não? Mas a ideia também fica:):)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...